Esqueça o networking

Érika Pessôa

Sim! Pode parecer estranho dizer isso, já que networking é um termo que “caiu na boca do povo” e é dito por todos como algo extraordinário e essencial na vida de quem quer fazer conexões e negócios. O problema é que muitas vezes repetimos a palavra da moda sem saber o real sentido dela. Quando alguém diz que vai “fazer networking” geralmente está em busca de captar algo para si mesmo, sem pensar no coletivo ou no que pode oferecer… quer apenas “vender seu peixe” e lucrar com isso. Acontece   que hoje, em tempos de ambientes colaborativos, o termo evoluiu. Hoje é preciso sair para “fazer Netweaving”. Netweaving é um termo que nasceu depois dos anos 2000, juntamente com a revolução das conexões e da tecnologia. É uma versão humanizada do Networking, uma vez que seu objetivo é estimular as pessoas a relacionarem de forma orgânica, com o foco em se conhecer para construir redes sem expectativas maiores. No Netweaving, a reciprocidade, o compartilhamento e a colaboração são as palavras de ordem e quem se propõe a se relacionar desta forma constrói sua reputação de forma positiva e gera negócios de forma orgânica. Um novo jeito de ser, baseado nas pessoas e na reciprocidade, que faz galgar degraus de forma mais consistente do que a simples troca por interesse apregoada pelo Networking. No Netweaving a matemática do ganha-ganha funciona. Aqui na Pessoa. Agência de Relações Públicas o relacionamento estratégico é nossa missão e podemos dizer que o Netweaving é uma ferramenta poderosa em nossos projetos e na nossa própria existência como empresa.

​Dá tão certo que há 12 anos atuamos com base no Netweaving e todos os mais de 150 clientes que já atendemos por aqui vieram por indicações ou porque nos viram e ouviram sobre nós em algum lugar. ​

Vale experimentar. Para saber mais sobre o tema, tem um artigo bacana no Canal Draft que recomendo a leitura:

​ ​

https://goo.gl/gpbDoh

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *